Ouro está ameaçando gorilas

Gorila Gorilas são hominídeos como bonobos, chimpanzés e orangotangos (© CC BY 2.0)

Gorilas, chimpanzés, elefantes-da-floresta – a reserva de Itombwe, no Congo, tem enorme diversidade de espécies. Apesar disso, a firma Banro quer extrair ouro de lá. Enquanto ambientalistas temem o pior para a natureza e a população, a Banro ignora qualquer crítica. Por isso, precisamos fazer muita pressão internacional.

Apelo

Para: Ilmo. Sr. Brett A. Richards, CEO da firma Banro,,

A reserva de proteção Itombwe alberga grande número de gorilas ameaçados de extinção. Por favor, parem com o projeto de mineração de ouro em Itombwe.

Abrir a petição

Ganância por ouro agrava o perigo a que estão expostos os gorilas ao leste da bacia do Congo. Há anos, o território dos primatas vem sendo encolhido. A população humana cresce e disputa território com eles; caçadores matam-nos para comer-lhes a carne; milícias dificultam uma proteção efetiva, afastando turistas que poderiam levar algum dinheiro. O gorila-de-grauer, uma subespécie do gorila do leste (Gorilla beringei SSP. Graueri), já está ameaçado de extinção.

Pois agora é a vez do ouro: a firma canadense Banro, no mês de junho de 2018, aparentemente invadiu a área protegida de Itombwe, uma das últimas áreas de retiro do gorila-de-grauer na República Democrática do Congo. Nativos fotografaram escondido o helicóptero da empresa e informaram as autoridades competentes.

A Banro já tinha abocanhado, nos anos 1990, concessões de mineração sobre mais 2.600 km quadrados no Congo, operando, pois, duas minas de ouro em Twangiza e Namoya. A população afetada reclama de roubo de terra e expulsão.

Em janeiro de 2014, a empresa assegurou que não tocaria na área protegida de Itombwe. Só que, aparentemente, desde que o governo resolver priorizar a exploração de matérias primas em detrimento da natureza, a promessa não vale mais. O Presidente Joseph Kabilla chegou até mesmo a liberar, em maio de 2018, os famosos parques nacionais de Virunga e Salonga para a exploração de petróleo e gás.

Ambientalistas alarmados já fizeram manifestações contra a mineração do ouro, bem como redigiram uma declaração. Sem sucesso. Por isso, agora, eles estão à procura de apoio internacional, já que a proteção dos hominídeos é da conta de todo mundo.

Por favor, reivindique da firma Banro que ela pare com esse projeto de minerar ouro em Itombwe.

Mais informações

Mais informações sobre gorilas e Itombwe:

https://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0162697

https://www.researchgate.net/publication/322580018_Establishing_the_Itombwe_Natural_Reserve_science_participatory_consultations_and_zoning

https://www.researchgate.net/profile/Andrew_Plumptre/publication/284188960_Priority_Areas_for_Conservation_in_the_Maiko_Tayna_Kahuzi_Biega_Landscape/links/564f76ab08ae1ef9296ea15f/Priority-Areas-for-Conservation-in-the-Maiko-Tayna-Kahuzi-Biega-Landscape.pdf

https://www.researchgate.net/publication/235407264_Grauer%27s_Gorillas_and_Chimpanzees_in_Eastern_Democratic_Republic_of_Congo_Kahuzi-Biega_Maiko_Tayna_and_Itombwe_Landscape_Conservation_Action_Plan_2012-2022

https://www.hrw.org/report/2005/06/01/curse-gold

Mais informações sobre a empresa Banro:

https://www.finanznachrichten.de/nachrichten-2018-05/43736710-banro-corporation-banro-corp-appoints-new-chairman-and-chief-executive-officer-256.htm

https://www.finanzen.net/bilanz_guv/Banro_1

https://www.oecdwatch.org/cases/Case_469

https://mining-atlas.com/operation/Twangiza-Gold-Mine.php

http://www.miningweekly.com/article/tsx-nyse-american-to-delist-banro-equities-2017-12-28

http://www.miningweekly.com/article/banro-temporarily-suspends-namoya-operations-2017-09-26

https://www.tsbreview.com/banro-blueprint-for-ethical-mining-in-the-drc/

https://resourceprojects.org/country/Congo,%20the%20Democratic%20Republic%20of%20the

http://estmareportingbanro.ca/wp-content/uploads/2018/05/Banro-Corporation-2017-ESTMA-Report-05-31-2018.pdf

http://estmareportingbanro.ca/wp-content/uploads/2018/05/Banro-Corporation-2016-ESTMA-Report-2017-05-30-v2.pdf

https://www.newswire.ca/news-releases/banro-announces-effectiveness-of-its-recapitalization-plan-and-intent-to-terminate-registration-under-securities-exchange-act-of-1934-with-the-us-securities-and-exchange-commission-681676581.html

https://www.bloomberg.com/research/stocks/private/snapshot.asp?privcapId=269759945

http://www.tabj.co.za/central_africa/banro_foundation.html

http://cfcanada.fticonsulting.com/banro/

Carta

Para: Ilmo. Sr. Brett A. Richards, CEO da firma Banro,,

Ilmo. Sr. Brett A. Richards,

A Reserva Natural de Itombwe, na República Democrática do Congo, alberga grande e número de gorilas do leste ameaçados de extinção, bem como chimpanzés, elefantes-da-floresta e muitas outras espécies.

Mesmo assim, a Banro continua executando seu plano para a instalação de uma mina de ouro nessa economicamente importante e frágil região.

Ademais, o projeto tem o condão de destruir as condições de vida da população local, bem como ferir seus direitos humanos.

Em decorrência destes riscos ecológicos e sociais, nós lhe pedimos que pare com o projeto de mineração na Reserva Natural de Itombwe.

A sobrevivência de gorilas e de outras espécies não pode ser ameaçada.

Atenciosamente

Esta petição está disponível, ainda, nas seguintes línguas:

Por favor assine

Ajude-nos a atingir 150.000:

137.932
Atividades recentes