Grito de socorro da África Ocidental: evitem nossa extinção!

Chimpanzé na África Ocidental O espaço vital dos chimpanzés está diminuindo acentuadamente (© Sonja Metzger / Wild Chimpanzee Foundation)

Os chimpanzés na África Ocidental estão em perigo. Já são considerados como “ameaçados de extinção”. A maioria deles vivem fora das áreas de proteção. Os governos da África Ocidental têm que fazer todo o possível para salvar os nossos parentes próximos. Por favor, apóiem esta exigência com a sua assinatura.

Carta

Para: os governos da Libéria, Guiné e Serra Leoa

Os chimpanzés na África Ocidental são considerados como “ameaçados de extinção”. Por favor, façam todo o possível para protegê-los da extinção.

Abrir a petição

A União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), que publica a Lista Vermelha de espécies ameaçadas, classificou os chimpanzés como “ameaçados de extinção”.

“Isto é um grito de socorro para todos nós: temos que fazer mais a favor da proteção dos primatas”, diz Professor Christophe Boesch. O diretor do departamento de primatologia no Instituto Max Planck participou na realização de um estudo que representa a base científica da classificação.

Os antropóides ficam com os restos isolados do seu habitat original. Em toda a África Ocidental domina cada vez mais o cultivo de dendê, borracha, café e cacau. Empresas madeireiras abatem florestas, empresas mineiras deixam feridas profundas. E, além de outros tipos de “bush meat”, mercados locais também vendem a carne de chimpanzés caçados.

A humanidade trata os seus parentes mais próximos de forma desrespeitosa, mesmo que cientistas fornecem cada vez mais estudos para provar que chimpanzés choram parentes mortos, adotam órfãos, utilizam diferentes tipos de ferramentas e praticam tradições culturais.

Os chimpanzés só têm a chance para sobreviver se forem construídas suficientes áreas protegidas. Na Libéria, o governo prometeu conservar pelo menos 30 por cento das suas florestas até 2030. Mas na realidade, somente seis por cento encontram-se protegidas até à data. Nos outros países onde vivem chimpanzés a situação é semelhante ou pior.

Mas há um reconhecimento crescente de que temos que fazer mais para a proteção dos chimpanzés e das florestas tropicais. Uma pressão internacional pode fazer com que os governos ajam de forma rápida, definam grandes reservas e protejam a natureza de forma eficaz.

Por favor, dêem uma voz aos nossos parentes, os chimpanzés, e assinem a nossa petição.

Mais informações

Desde Setembro de 2016, cientistas da IUCN têm classificado quatro das seis espécies de antropóides como “ameaçadas de extinção”: os orangotangos no Bornéu e em Sumatra assim como os gorilas orientais e ocidentais.

Quatro de seis espécies de primatas ameaçadas de extinção

Chimpanzés (Pan troglodytes), com as suas quatro subespécies, são geralmente apresentados na Lista Vermelha como “ameaçados”, mas o chimpanzé da África Ocidental (Pan troglodytes ssp. versus) é considerado como “ameaçado de extinção”.

Bonobos (Pan paniscus) são listados como “ameaçados”.

Gorilas africanos em perigo

A população do gorila oriental (Gorilla beringei), que se divide em duas subespécies, decresceu mais que 70 por centro nos últimos 20 anos.

Em 1994, ainda existiam 16.900 indivíduos da subespécie gorila-de-grauer (G.b. graueri), em 2015 restaram somente 3.800. Um decréscimo de 77 por cento. Os animais são matados sobretudo por caçadores furtivos. Da subespécie gorila-das-montanhas (G.b. beringei) existem atualmente 880 animais, um ligeiro aumento. As duas subespécies do gorila ocidental – gorila-ocidental-das-terras-baixas e gorila-do-rio-cross (G.g. ssp. gorilla ou G.g. ssp. diehli) também são considerados como “ameaçados de extinção.

Orangotangos ameaçados do óleo de palma

Os orangotangos em Sumatra e no Bornéu também estão ameaçados de extinção. Em Sumatra, o espaço vital dos orangotangos decresceu 60 por cento entre 1985 e 2007. Especialistas estimam o número dos animais em cerca de 14 mil indivíduos, dos quais a maioria vive no Ecossistema de Leuser. Em 1973, ainda viviam 288.500 orangotangos no Bornéu, em 2025 restarão no máximo 47 mil, estima a UICN. Isto representa uma diminuição de 84 por cento.

Porém, os dados sobre o número de animais variam consideravelmente. Como orangotango fêmeas somente dão à luz cada 6 a 8 anos, é difícil parar o declínio dramático mesmo com medidas eficazes de proteção.

Patrimônio Mundial Vivo

Defensores dos animais exigem das Nações Unidas que protejam os antropóides como “patrimônio mundial vivo”. A Salve a Selva apoia estes esforços. 
https://www.salveaselva.org/acoes/1033/unesco-deve-declarar-primatas-como-patrimonio-natural-vivo

Petição

Para: os governos da Libéria, Guiné e Serra Leoa

Excelentíssimos Senhores Presidentes e Primeiro-Ministros,

a União Internacional para a Conservação da Natureza IUCN, que publica a Lista Vermelha das espécies ameaçadas, classificou os chimpanzés ocidentais como “ameaçados de extinção”. O nível de risco mais alto!
Chimpanzés ocidentais vivem nos vossos países. No Benim, no Burquina Faso e no Togo, a espécie já foi extinta. Evitem que isto aconteça nos vossos países também!

As causas para esta evolução preocupante são:

- A maioria dos antropóides vive fora de áreas protegidas.
- O espaço vital deles é destruído pelo cultivo de dendê, borracha, café e cacau. É inquietante que grande parte do habitat deles interfere com áreas adequadas para o cultivo de dendê.
- Empresas madeireiras e mineiras destroem o habitat dos primatas.
- Além de outros tipos de “bush meat”, mercados locais também vendem a carne dos chimpanzés. O comércio com animais vivos também joga um papel importante.

A humanidade trata os seus parentes mais próximos de forma desrespeitosa, mesmo que cientistas fornecem cada vez mais estudos para provar que chimpanzés choram parentes mortos, adotam órfãos, utilizam diferentes tipos de ferramentas e praticam tradições culturais.

Os Senhores Presidentes e Primeiro-Ministros têm uma responsabilidade especial para garantir a sobrevivência dos primatas.

Por favor, estabeleçam áreas de proteção para conservar o habitat dos animais.
Por favor, assegurem que o estado de conservação seja implementado de forma eficaz.
Por favor, garantam que a população local seja envolvida na proteção dos chimpanzés.
Por favor, envidem todos os esforços para proteger os primatas da extinção.

Com os meus sinceros agradecimentos

Por favor assine

Ajude-nos a atingir 50.000:

47.381
Atividades recentes