Parem com os ataques de bulldozers em nossas florestas!

Afi Mountain Construção da estrada pelo meio da floresta Cross River As obras da rodovia já abriram um corredor no meio da floresta Cross River (© Rettet den Regenwald / Mathias Rittgerott)

A floresta dos Ekuri está ameçada de pena de morte. Os povos nativos protegem, há muitas gerações, o habitát dos gorilas, chimpanzés e elefantes-da-floresta. Com todo vigor, eles impediram um projeto que cortaria a mata do leste nigeriano ao meio. Mas agora, os bulldozers já estão desmatando. Por favor, assine rápido!

Notícias e atualizações Apelo

Para: Mr. Usman J. Ibrahim, Presidente da República da Nigéria, e Ben Ayade, governador do Estado de Cross River

Parem de construir a rodovia de alta velocidade de Cross River e escolham uma nova rota para que a floresta dos Ekuri seja preservada.

Abrir a petição

Com ar de advertência, as últimas árvores gigantes se sobressaem no céu. Trabalhadores pouparam-nas, quando destruíram árvores menores e arbustos com bulldozers e escavadeiras. Martins, Moses e Leo, pertencentes ao povo Ekuri, andam calados sobre a área derrubada, onde a floresta era impenetrável. "Quando se deixa a floresta em paz, a natureza se regenera do corredor, sozinha" - disso Martins, da organização dos Ekuri, tem certeza absoluta.

Responsável pela construção da estrada é Ben Ayade, governador do Estado de Cross River. É ele quem está por trás da estrada de 260 km que liga o litoral de Calabar com Katsina Ala. Esta estrada também passa pelo Parque Nacional Cross River, ameçando a área de proteção Afi Mountain, área que é habitada por gorilas ameaçados.

Ativistas nigerianos presumem que a construção da rodovia foi apenas empurrada para a frente. Na realidade, desmatadores teriam acesso às matas intocadas. Um indício nesse sentido é que o governador embargou 20 km de larga faixa de terra ao longo da planejada estrada. "Estão roubando nossa florestas", reclamam muitos nativos. Alguns temem que, após o desmate, mudas de óleo de palma sejam plantadas.

Depois dos protestos, o governador teve que revogar as desapropriações e sugeriu uma área que não corte a floresta por dentro, somente passe por seu entorno. O governo federal aceitou a construção, mas sob condições rígidas que dificilmente serão cumpridas.

Apesar disso, em novembro de 2018 os "bulldozers" chegaram à floresta. O governador, com isso, está descumprindo as condições, de modo que a continuação da construção seria ilegal!

"A construção seria a pena de morte para nossa floresta! Vamos defender a nossa mãe Terra!", diz o ativista Odigha Odigha, líder da oposição.

Os Ekuri estão decididos a lutar e pedem nosso apoio.

Mais informações

A Deutsche Welle publicou uma série fotográfica sobre o projeto rodoviário.

Na página seguinte você pode encontrar informações detalhadas em inglês, um mapa e fotos dos Ekuri assim como do espaço vital deles: http://www.saveekuriforest.com/

Carta

Para: Mr. Usman J. Ibrahim, Presidente da República da Nigéria, e Ben Ayade, governador do Estado de Cross River

Excelentíssimo Senhor Presidente Buhari, excelentíssimo Senhor Ministro Ibrahim, Exmo. Sr. Governador Ayade,

os senhores estão planejando uma estrada de 250 quilômetros de cumprimento pelo meio de uma das áreas florestais mais ricas em biodiversidade de toda a África Ocidental. Esta estrada não só destruiria a terra natal dos indígenas Ekuri mas também o habitat de chimpanzés assim como dos últimos elefantes-da-floresta do continente.
Por favor, ordenem o fim imediato das obras já iniciadas e busquem uma rota alternativa para a estrada, preservando, assim, as florestas preciosas e a base de vida de seus habitantes.

Com os meus sinceros agradecimentos,

Notícias e atualizações

Esta petição está disponível, ainda, nas seguintes línguas:

440.395

Ajude-nos a atingir 450.000:

Atividades recentes