Serra Leoa: polícia atira sobre agricultores durante manifestação

17 de dez de 2013

Na Serra Leoa agentes de polícia atiraram ontem sobre agricultores e feriram várias pessoas que protestavam contra o roubo da sua terra ancestral pelo grupo belga-luxemburguês Socfin, relata Farmlandgrab. Segundo informações de um porta-voz da polícia, uma multidão armada tinha tentado atear fogo a uma esquadra da polícia na província de Pujehun.

No dia anterior a polícia local tinha detido e raptado vários agricultores que se tinham negado a ceder as áreas agrícolas deles ao grupo Socfin. Os camponeses queixam-se também de que a empresa de produção de óleo de palma enganou os habitantes com contratos escandalosos e que os pacificou com pagamentos muito insuficientes para poder estabelecer as plantações de dendezeiros na terra deles. Muitos dos agricultores não tinham sabido que perderam os campos e as pastagens deles à empresa de óleo de palma provavelmente para sempre.

Mais informações em francês e inglês

• Dépêche de Reuters  Sierra Leone - La police tire sur une manif anti-huile de palme
• Artigo na RFI  Sierra Leone: tension autour d’une plantation d’huile de palme 
• Artigo no Ecofin  Sierra Leone: la police tire sur des manifestants opposés à un projet de plantation du groupe Bolloré
• Artigo no Global Research  Sierra Leone: Police Opens Fire on Activists Protesting Against French Agri-Business Giant