Não sacrifiquem a nossa floresta para as Olimpíadas!

Os indígenas Penan protestam em Sarawak Povos indígenas opõem-se ao desmatamento das florestas em que eles vivem (© Bruno Manser Fonds)

Os indígenas do Estado malaio de Sarawak são privados da floresta deles: o estádio olímpico em Tóquio está sendo construído com madeira tropical de lá. Protejam a floresta tropical, a terra natal dos Penan! Não à exploração de madeira tropical para as Olimpíadas!

Carta

Para: Primeiro Ministro do Japão Shinzo Abe, presidente do IOC Thomas Bach, presidente do Comité Olímpico Japonês Tsunekazu Takeda, comissão organizadora dos Jogos Olímpicos 2020 em Tóquio

Os indígenas Penan são vítimas da indústria da construção do Japão. As florestas tropicais são destruídas para o compensado. Isto tem que ser proibido!

Abrir a petição

Ambientalistas descobriram placas de madeira tropical no local das obras para o Estádio Olímpico em Tóquio. As placas foram fornecidas da empresa Shin Yang. Fotos mostram o carimbo “SY e-panel” nas cofragens de concreto. A empresa malaia está profundamente emaranhada no desmatamento ilegal de florestas tropicais em Bornéu. Desde há décadas, os indígenas Penan têm lutado contra a destruição das florestas. Mas políticos e funcionários corruptos bem como grupos da indústria madeireira como a Shin Yang ganham muitos milhões de dólares através da extração ilegal de madeira.

Grandes compradores da madeira muitas vezes ilegalmente extraída estão localizados no Japão. Eles importam 100 milhões de compensados de Sarawak por ano. Empresas construtoras usam a madeira para cofragens no processamento de concreto. Já em Dezembro de 2014, a organização Global Witness demostrou que madeira tropical é usado nas obras em Tóquio, entre outros pela Shin Yang.

Atualmente, adjudicam-se os contratos para edifícios prestigiosos: o Japão quer estabelecer um novo estádio nacional para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2020. Outras instalações desportivas são construídas ou renovadas.

A maioria dos contratos ainda não foi celebrada. Existe o perigo de as empresas que usam madeira tropical receberem encomendas lucrativas. Assim, o evento desportivo de escala global teria lugar nos ombros dos Penan.

A descoberta de madeira tropical nas obras do Estádio Olímpico mostra que a alerta é legítima!

Por favor, exijam dos dirigentes desportivos e dos políticos responsáveis que proíbam o uso de madeira tropical na construção do estádio. As práticas da indústria da construção que destroem a floresta tropical têm que acabar.

O povo dos Penan somente pode sobreviver se as florestas da terra natal deles não continuam a ser desmatadas.

Mais informações

Há muitos anos, o fundo Bruno Manser tem lutado contra a destruição da floresta tropical e as violações de direitos humanos em Sarawak.

Aqui você pode ver um vídeo impressionante sobre o modo de viver dos Penan e a luta deles contra a destruição da floresta tropical. Esta reportagem também é muito informativa.

E aqui pode encontrar documentos sobre a candidatura da cidade de Tóquio para as Olimpíadas em 2020.

Petição

Para: Primeiro Ministro do Japão Shinzo Abe, presidente do IOC Thomas Bach, presidente do Comité Olímpico Japonês Tsunekazu Takeda, comissão organizadora dos Jogos Olímpicos 2020 em Tóquio

Excelentíssimo Senhor Primeiro Ministro Shinzo Abe,
prezado Senhor Bach,
prezado Senhor Tsunekazu Takeda,
prezados senhores e senhoras,

na ilha de Bornéu o povo dos Penan está lutando pela conservação da floresta tropical. Árvores gigantescas têm sido abatidas – a exploração excessiva destrói a Malásia. Árvores indispensáveis são transformadas em compensados baratos e exportados ao Japão. Nas locais de obra em Tóquio, esta madeira é usada para cofragens e transforma-se num produto descartável.

Na sua candidatura para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos em 2020, Tóquio prometeu organizar jogos verdes sob o lema “Fair Play for Earth”. Esta promessa tem que ser cumprida na construção do estádio nacional Kasumigaoka, das outras instalações desportivas e da cidade olímpica.

Por favor, garantam que empresas que usam madeira tropical sejam excluídas na adjudicação de contratos de construção para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2020. Isto poderia ser um sinal para o setor inteiro, também além do Japão.

O povo dos Penan só pode sobreviver se as florestas tropicais não continuem a ser desmatadas.

Com os meus sinceros agradecimentos

Por favor assine

Ajude-nos a atingir 200.000:

158.626
Atividades recentes