Floresta plantada ameaça mais de mil orangotangos

orangotango Orangotangos precisam de florestas intactas. (© globalfilm)

As florestas de Sungai Putri representam um dos últimos refúgios para os orangotangos em Bornéu. Mais de mil primatas vivem nas florestas de turfa no Oeste da ilha. Agora a sobrevivência deles está em perigo: uma empresa madeireira quer plantar árvores para a indústria de papel. O presidente da Indonésia tem que atuar imediatamente!

Carta

Para: Senhor Presidente Joko Widodo, Ministra do Meio Ambiente e de Assuntos Florestais Siti Nurbaya, Diretora da autoridade de turfa Myrna Safitri e Marcellinus Tjawan da autoridade florestal de Kalimantan Ocidental

O presidente Joko Widodo tem que proibir a plantação para papel na floresta de turfa de Sungai Putri.

Abrir a petição

Sungai Putri é o nome do rio que carateriza este ecossistema especial no Sul-Oeste de Bornéu: uma floresta de turfa muito diversa com uma área de 550 quilômetros quadrados; cerca de um terço são florestas primárias.

Mais de mil orangotangos vivem nas copas das árvores gigantescas. Cientistas "descobriram"-nos somente dez anos atrás. Os indígenas sempre sabiam da existência dos “homens da floresta”.

Mas agora a sobrevivência deles está em perigo: desde Dezembro de 2016 a empresa madeireira Mohairson Pawan Khatulistiwa deixa construir canais na terra turfosa para secá-la e prepará-la para plantar árvores de rápido crescimento.

A empresa não se importa nem do meio ambiente nem da legislação do país: depois dos incêndios desastrosos em 2015, o governo indonésio tinha proibido novas plantações em florestas primárias e terras turfosas. “A proteção das florestas úmidas e dos pântanos não deve permanecer uma promessa vazia”, diz Agus Sutomo da nossa organização parceira Link-AR Borneo. “O governo tem que reagir finalmente à destruição da natureza.”

A proteção das florestas de turfa não só é vital para os orangotangos, mas também para toda a humaninade. As terras turfosas armazenam grandes quantidades de carbono. Quando são queimadas, os gases são emitidos e aquecem o clima global. Incêndios florestais na Indonésia representam entre 15 e 30 por cento das emissões globais!

Ambientalistas já fizeram soar o alarme no Ministério da Silvicultura e na autoridade de turfa. Aparentemente, a empresa já possui uma concessão na floresta de turfa de grande importância ecológica.

As águas do Sungai Putri correm até a região de Kapuas. Neste maior pântano de água doce na Ásia, os orangotangos tem uma chance de sobreviver.

Exijam do governo que proteja as florestas de turfa de Sungai Putri imediata e eficazmente.

Mais informações

Um estudo sobre a empresa madeireira Mohairson Pawan Khatulistiwa no website de Mongabay em inglês:
https://news.mongabay.com/2017/03/alarms-raised-as-timber-firm-said-to-pierce-one-of-indonesias-last-orangutan-strongholds/

Mais informações sobre os últimos pântanos de água doce no Oeste de Bornéu:
http://www.mongabay.co.id/2012/12/27/mongabay-travel-danau-sentarum-danau-pasang-surut-terluas-di-asia-tenggara/

Um artigo sobre o descobrimento da população de orangotangos na área de Sungai Putri no ano de 2007: http://www.independent.co.uk/environment/nature/hidden-colony-of-orang-utans-is-discovered-in-the-forests-of-borneo-761325.html

Petição

Para: Senhor Presidente Joko Widodo, Ministra do Meio Ambiente e de Assuntos Florestais Siti Nurbaya, Diretora da autoridade de turfa Myrna Safitri e Marcellinus Tjawan da autoridade florestal de Kalimantan Ocidental

Excelentíssimo Senhor Presidente Joko Widodo, excelentíssima Senhora Ministra e Senhora Diretora,

a riqueza da Indonésia de florestas úmidas e pântanos com uma biodiversidade extraordinária não é somente um tesouro precioso para o vosso país, mas é de suma importância para toda a humanidade. Depois dos incêndios desastrosos em 2015, os senhores mobilizaram grandes esforços para proteger as florestas primárias e especialmente as florestas de turfa, em benefício do clima e da biodiversidade.
Porém, a empresa PT Mohairson Pawan Khatulistiwa planeja destruir florestas de turfa ecologicamente preciosas em Sungai Putri, distrito Ketapang, Kalimantan Ocidental, para estabelecer plantações – igual como outras empresas madeireiras e de óleo de palma.
Em Sungai Putri encontra-se um dos últimos refúgios para as populações de orangotangos em Bornéu. É um pântano de água doce de importância global.
Eu peço-lhes que façam parar este ataque imediatamente. A moratória introduzida pelos senhores tem que valer para todas as empresas.

Com os meus sinceros agradecimentos,

Por favor assine

Ajude-nos a atingir 200.000:

192.927
Atividades recentes